Crifert

Preservação da Fertilidade

A mulher, desde seu nascimento, possui uma quantidade fixa de óvulos. E mensalmente, a partir da primeira menstruação, ela começa a perdê-los de maneira gradativa. Não importa se esteja menstruando, engravidando ou tomando pílula, uma parcela de óvulos será perdida de qualquer forma. Com o passar do tempo, ao chegar aos 35 anos, a quantia de óvulos perdidos aumenta consideravelmente e, aos 40, torna-se ainda maior.

Mesmo que algumas mulheres não tenham perspectiva de engravidar até os 35 anos, deveriam pensar em garantir que possam fazê-lo no futuro, se planejando. Antigamente, as mães engravidavam cedo, com 19 ou 20 anos. Já hoje, muitas vezes em decorrência de outras prioridades, como fazer uma faculdade e ter uma vida financeira e amorosa estável, as mulheres estão optando por engravidar mais tarde, deixando a possibilidade em segundo plano.

Neste cenário, toda mulher que esteja perto dos 35 anos deveria cogitar uma avaliação da sua reserva ovariana. Para aquelas que não possuem a perspectiva de ter filhos, a dica é congelar os óvulos para, caso haja uma mudança de ideia, ainda ser possível.

Possui alguma dúvida? Nos chame no WhatsApp, que vamos amar lhe atender!

× Falar pelo Whats